Como o projeto vai ser avaliado?

 

Caro professor, os projetos serão avaliados a partir de três Eixos Avaliativos, a seguir apresentados:

 
Reciclar
A sua contribuição para a formação de jovens comprometidos com os princípios da sustentabilidade local e global e para a melhoria das condições de vida na comunidade;
Lupa
A pesquisa no campo das áreas das Ciências da Natureza e da Matemática e suas Tecnologias a partir da compreensão dos conhecimentos científicos por meio da investigação, experimentação e proposição de soluções para uma vida sustentável;
Comunidade
A participação democrática dos alunos nos processos de adesão, formulação, desenvolvimento e apresentação do Projeto.

Quais são as categorias da avaliação?

 

A partir desses três eixos, foram estabelecidas dez categorias para nortear a análise das propostas, tanto no âmbito do projeto como da prática educativa.

Para o Prêmio Respostas para o Amanhã, Projeto e Prática Educativa possuem o mesmo peso na avaliação, pois acreditamos que boas práticas dão suporte à elaboração de bons projetos.

Para cada categoria, indicamos o foco de análise e o exemplo de um projeto vencedor nas edições anteriores. Cabe ressaltar que esses projetos apresentam diferenciais em mais de uma categoria, além do foco aqui indicado. Para conhecer mais sobre cada proposta, disponibilizamos os vídeos dos projetos.

Alinhamento com os princípios da sustentabilidade seta

Foco da análise

Projeto - espera-se que os projetos apresentem soluções que sejam desenvolvidas dentro dos princípios da sustentabilidade, considerando suas múltiplas dimensões (por exemplo: ambiental, política, econômica, social e cultural).

Prática Educativa - espera-se que a prática educativa apresente, conceitue e/ou aprofunde os princípios da sustentabilidade, em suas múltiplas dimensões, como forma de subsidiar os alunos na realização do projeto.

Exemplo 1

No projeto “Implantação do cultivo de palmitos juçara e pupunha pela cooperativa dos alunos para reflorestamento de mata atlântica e geração de renda para a aldeia indígena Itapuã - Tupi Guarany, no Vale do Ribeira-SP”, Grande Vencedor de 2016, os alunos identificaram duas situações
- problema: a má qualidade de vida da comunidade da aldeia Itapuãm e a extração irregular do palmito juçara (Euterpe edulis) pelos indígenas, que encontram nesse vegetal seu meio de subsistência. Por meio do aprofundamento teórico e das aulas em campo, os alunos propuseram uma convivência sustentável para conciliar a preservação do palmito e garantir a subsistência da comunidade indígena.

Nesta proposta o alinhamento com os princípios da sustentabilidade é contemplado pelo projeto e pela prática educativa, pois observa-se, neste caso, o diálogo entre as dimensões ambiental, social e econômica na realização da proposta.

Exemplo 2

No projeto “Transformando terra em cor”, Vencedor pelo Júri Popular da região Centro Oeste, em 2017, os alunos perceberam, por meio da circulação e observação do território, uma grande quantidade de residências sem pintura e sem acabamento na comunidade. A partir da identificação dessa situação-problema os alunos encontraram na tinta a base de terra uma solução viável e de baixo custo para mudar a “cara” da comunidade.

Nesta proposta o alinhamento com os princípios da sustentabilidade é contemplado pelo projeto e pela prática educativa, pois observa-se, nesta proposta, o diálogo claro entre as dimensões ambiental, social e econômica. Além da valorização da dimensão estética como uma das dimensões desejáveis e importantes da sustentabilidade.

Quer saber mais?

Para saber mais sobre os projetos assista aos vídeos

Implantação do cultivo de palmitos juçara e pupunha pela cooperativa dos alunos para reflorestamento de mata atlântica e geração de renda para a aldeia indígena Itapuã - Tupi Guarany, no Vale do Ribeira-SP

Transformando terra em cor

Interação escola-comunidade seta

Foco da análise

Projeto – espera-se que os projetos surjam de uma demanda relevante da comunidade e apresentem soluções, por meio das ciências, que contribuam para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. Espera-se também que o projeto possibilite, em suas ações, a participação da comunidade.

Prática Educativa: espera-se que a prática educativa promova a interação dos alunos com os diferentes atores sociais do entorno, ou seja, tanto entre os da comunidade escolar quanto com os do território onde está inserida a escola

Exemplos 1

No projeto “Produção de pescado consorciada à hidroponia e energia solar no quilombo”, Vencedor Nacional no ano de 2015, os alunos observaram a escassez de alimentos na comunidade quilombola da região na qual se situa a escola. Decidiram, então, desenvolver um sistema fechado de tanques para criação de peixes aliado à hidroponia, uma tecnologia para a produção de pescado articulada à produção de verduras, com uso da energia solar em todo o processo.

Nesta proposta a interação escola-comunidade é evidenciada tanto no projeto quanto na prática educativa, na qual realiza extensão dos conhecimentos desenvolvidos pelos alunos no contexto escolar para melhoria das condições de vida da comunidade, neste caso, com a promoção de fontes de alimento para a comunidade quilombola.

Exemplos 2

No projeto “Plantas medicinais do povo Paiter: resgatando o conhecimento tradicional”, Vencedor Nacional, em 2017, os alunos perceberam um desconhecimento da comunidade Paiter Surui, sobretudo dos mais jovens, sobre as plantas medicinais e seus usos no tratamento de doenças. Como forma de contribuir para a melhoria da situação-problema identificada, os alunos decidiram realizar o projeto para resgatar os conhecimentos da comunidade sobre as plantas medicinais por meio da ação conjunta entre o “sabedor” e os alunos por meio da identificação das plantas e seu uso medicinal, catalogação das espécies e construção de um viveiro de plantas medicinais próximo à aldeia.

Nesta proposta a interação escola-comunidade é contemplada pelo projeto e pela prática educativa em suas diferentes fases. A proposta se inicia e se realiza por meio do diálogo e parceria com membros da comunidade, além de apresentar soluções que contribuem com o resgate da cultura e conhecimentos tradicionais da comunidade Paiter Surui.

Quer saber mais?

Para saber mais sobre os projetos assista aos vídeos

Produção de pescado consorciada à hidroponia e energia solar no quilombo

Plantas medicinais do povo Paiter: resgatando o conhecimento tradicional

Relevância científica, tecnológica e social seta

Foco da análise

Projeto - espera-se que o projeto como um todo apresente relevância frente ao contexto em que se realiza, tanto no aspecto social como no aspecto científico/tecnológico.

Prática Educativa - espera-se que a prática educativa estimule e promova a produção de conhecimento pelos alunos, considerando as dimensões científica, tecnológica e social na forma de abordar a situação-problema.

Exemplo 1

O projeto “Ecofiltro: carvão ativado do pecíolo da folha da carnaúba (Copernica prunifera) para o tratamento d’água da nossa região”, Vencedor Nacional pelo Júri Popular de 2014, apresenta uma nova tecnologia para a realização da filtragem de águas contaminadas.

Nessa proposta a relevância científica, tecnológica e social é contemplada pelo projeto e pela prática educativa, pois aborda um problema local e ao mesmo tempo de grande relevância no contexto nacional, tendo em vista que a temática da contaminação de água para o consumo está presente em grande parte dos municípios brasileiros.

Exemplo 2

O projeto “S.O.S. Casa”, Vencedor Nacional, em 2017, nasce a partir da identificação da relação da doença de Chagas com as casas de taipa por uma aluna, tipo de construção bastante comum na região. A partir dessa pergunta: “Como encontrar um meio de aplicar o que aprendemos na sala de aula na construção de materiais de baixo custo que possam ser aplicados nas casas de taipa para melhorar a qualidade de vida das famílias? ”, os alunos propuseram o desenvolvimento de dois “biomateriais”: placas de pisos e blocos cerâmicos para diminuição da proliferação de insetos e parasitoses associadas às casas de pau-a-pique.

A proposta apresenta relevância social, científica e tecnológica, tanto no projeto quanto na prática educativa, pois reaproveita resíduos sólidos, produz tecnologia por meio da criação de um novo tipo de piso e bloco cerâmico de baixo custo, além de contribuir com a melhoria da saúde e melhoria da qualidade de vida da comunidade.

Quer saber mais?

Para saber mais sobre os projetos assista aos vídeos

Ecofiltro: carvão ativado do pecíolo da folha da carnaúba (Copernica prunifera) para o tratamento d’água da nossa região

S.O.S. Casa

Fundamentação teórica seta

Foco da análise

Projeto - espera-se que o projeto apresente boa fundamentação teórica em sua proposição, seu desenvolvimento e sua aplicação, a fim de subsidiar os alunos durante sua realização.

Prática Educativa – espera-se que a prática educativa forneça subsídios para que os alunos aprofundem seus conhecimentos e a pesquisa no campo científico.

Exemplo 1

No projeto “Educação e Intervenção Ambiental no Sertão Nordestino: resgatando histórias e valores socioambientais”, Vencedor Nacional em 2014, os alunos resgataram a história da cidade de Petrolândia (PE) que em 1988 foi inundada como parte de um processo da transposição do Rio São Francisco para construção de um complexo de hidrelétricas. Com a água, além da flora nativa, costumes e tradições foram submersos. A nova cidade, construída a 10 km da original, abriga hoje cerca de 30 mil habitantes e, entre eles, estão os estudantes do Ensino Médio que propõem o projeto, jovens na faixa de 16 a 19 anos, não conheceu a cidade antiga. O interesse dos alunos por essa história os mobilizou a intervir na realidade local e os motivou a resgatar parte do patrimônio cultural e ambiental do município.

Nesta proposta a fundamentação teórica se destaca tanto no Projeto quanto na Prática Educativa, pois é possível observar os fundamentos teóricos, conceituais, além dos conhecimentos específicos que subsidiam cada uma das práticas realizadas pelos alunos.

Exemplo 2

No projeto “Biodigestor anaeróbico”, Vencedor Nacional, em 2015, os alunos observam a dificuldade das famílias da comunidade terem acesso ao gás de cozinha devido seu alto custo. Assim, decidiram criar um biodigestor anaeróbico para satisfazer a demanda de gás domiciliar de cada família, tendo ainda como subproduto a geração do biofertilizante, podendo ser empregado na produção de hortaliças.

A proposta se destaca, tanto no projeto quanto na prática educativa, pela fundamentação teórica realizada, bem como os fundamentos biológicos e físicos necessários para a confecção do protótipo do biodigestor.

Quer saber mais?

Para saber mais sobre os projetos assista aos vídeo

Educação e Intervenção Ambiental no Sertão Nordestino: resgatando histórias e valores socioambientais

Biodigestor anaeróbico

Metodologia seta

Foco da análise

Projeto – espera-se que o projeto descreva com detalhes a metodologia e os procedimentos realizados de forma coerente com os objetivos identificados.

Prática Educativa - espera-se que a prática educativa apresente, de forma clara, as metodologias e estratégias adotadas para promover o desenvolvimento do tema investigado e o exercício da investigação científica.

Exemplo 1

No projeto “Avaliação da atividade da Moringa oleifera no tratamento da água na zona rural”, Grande Vencedor de 2015, os alunos buscaram e encontraram na Moringa oleifera uma proposta de solução natural, eficiente e com baixo custo para o tratamento da água.

Nessa proposta a metodologia investigativa se destaca tanto no projeto quanto na prática educativa adotados, pois é possível acompanhar claramente todas as etapas realizadas pelos alunos desde a identificação da situação-problema, até os procedimentos experimentais e os resultados alcançados.

Exemplo 2

No projeto “Da nascente água corrente: a história e destino de uma mina”, Vencedor pelo Júri Popular da região Sudeste, em 2017, os alunos identificam uma nascente localizada embaixo da escola, com grande vazão de água desperdiçada. Então, os alunos propuseram o reaproveitamento desse recurso na própria escola e sua disponibilização para a comunidade.

A proposta se destaca, tanto no projeto quanto na prática educativa, pela metodologia investigativa realizada pelos alunos para determinar a vazão da nascente, e a respectiva qualidade da água.

Quer saber mais?

Para saber mais sobre os projetos assista aos vídeos

Avaliação da atividade da Moringa oleifera no tratamento da água na zona rural

Da nascente água corrente: a história e destino de uma mina

Oportunidades de aprendizagem seta

Foco da análise

Projeto – espera-se que o projeto ofereça aos alunos variadas oportunidades de aprendizado, no campo das Ciências da Natureza e da Matemática, ao longo de todo o seu desenvolvimento e aplicação.

Prática Educativa - espera-se que a prática educativa promova oportunidades de aprendizagem para os alunos, assim como explore os conteúdos curriculares por meio da articulação entre teoria e prática. Assim como favorecer o exercício de habilidades investigativas pelos alunos (por exemplo: observação, questionamento, experimentação, argumentação, comparação e conclusão).

Exemplo 1

No projeto “Utilização de Games para Práticas de Educação Ambiental”, Vencedor Nacional em 2014, os alunos se debruçaram sobre o desafio de programar um jogo para ser utilizado como ferramenta de educação ambiental. Para cumprir a tarefa, a turma de alunos, com idade entre 14 e 16 anos, escolheu um tema relacionado a uma dificuldade vivida pela comunidade: a coleta seletiva de materiais recicláveis.

Nesta proposta são evidenciadas as diferentes oportunidades de aprendizagem que os alunos vivenciaram a fim de criar e programar o game.

Exemplo 2

No projeto “Esgoto não! Isso é um rio!! Esse é um problema nosso, cuidar da nossa comunidade!!!”, Vencedor pelo Júri Popular da região Sul, em 2017, os alunos identificaram a poluição das águas do Rio Lava-pés. Decidiram, então, realizar intervenções junto à prefeitura do município em prol da revitalização do rio e por meio do plantio de árvores e plantas aquáticas com capacidade de purificação da água.

A proposta apresenta, tanto no projeto quanto na prática educativa, diferentes oportunidades de aprendizagem durante a realização do projeto pelos alunos. Assim como também buscaram as autoridades locais para busca de soluções conjuntas para revitalização do rio.

Quer saber mais?

Para saber mais sobre os projetos assista aos vídeo

Utilização de Games para Práticas de Educação Ambiental

Esgoto não! Isso é um rio!! Esse é um problema nosso, cuidar da nossa comunidade!!!

Participação e envolvimento dos alunos seta

Foco da análise

Projeto - todos os alunos da classe devem ter a possibilidade de participar e contribuir efetivamente com o projeto em suas diferentes fases de realização.

Prática Educativa - deve estimular a atuação protagonista dos alunos e promova estratégias de integração, colaboração e compartilhamento de ideias e saberes.

Exemplo 1

No projeto “Sistema de Irrigação automatizado empregando sensor de umidade reaproveitando água descartada de condicionadores de ar e fabricação de tijolos de poliestireno e gesso para uso em canteiro de hortaliças”, ganhador da Menção Honrosa no ano de 2016, os alunos ao observarem o desperdício de água provocado pelos condicionadores de ar, desenvolveram uma solução para aproveitar essa água na irrigação da horta escolar, por meio de um sistema automatizado.

A participação e o envolvimento dos alunos são evidenciados na mobilização provocada pelo seu professor, pela organização coletiva, pela realização do projeto de forma participativa e envolvendo todos os alunos nas diferentes fases de desenvolvimento e implantação do projeto.

Exemplo 2

No “Projeto Igarapé Verde: um enfoque interdisciplinar para a Revitalização do Igarapé Paragominas”, Vencedor Nacional, em 2017, os alunos identificam que o igarapé da comunidade está passando por uma série de impactos ambientais promovidos pela ação humana. Assim, como forma de mudar a situação atual da bacia, o projeto dos alunos busca realizar diferentes ações de forma integrada como a caracterização da qualidade da água, e a construção de um viveiro com mudas nativas para recuperação da mata ciliar do igarapé.

A proposta apresenta, tanto no projeto quanto na prática educativa, a participação e envolvimento dos alunos em suas diferentes etapas e frentes de ação.

Quer saber mais?

Para saber mais sobre os projetos assista aos vídeos

Sistema de Irrigação automatizado empregando sensor de umidade reaproveitando água descartada de condicionadores de ar e fabricação de tijolos de poliestireno e gesso para uso em canteiro de hortaliças

Projeto Igarapé Verde: um enfoque interdisciplinar para a Revitalização do Igarapé Paragominas

Viabilidade seta

Foco da análise

Projeto - considerando-se o contexto e os recursos da escola e da comunidade, o projeto deve apresentar condições de ser desenvolvido e implementado pelos alunos.

Prática Educativa - deve orientar os alunos na proposição de um projeto viável e fornecer subsídios para sua concretização.

Exemplo 1

No projeto “A reutilização do pó da madeira em forro acústico em tetos de serrarias”, Vencedor pelo Júri Popular em 2015, os alunos observaram que o grande número de serrarias localizadas no município provocavam um significativo impacto ambiental. Com base nesse problema criaram como solução o reaproveitamento do pó de madeira para a produção de bloquetes prensados que ao serem implantados no teto das serralherias tem a função de forro isolante, acústico e térmico.

Nesta proposta a viabilidade é evidente pois o projeto é realizável pelos alunos, tem um baixo custo e se utiliza de materiais simples utilizados de maneira inventiva aliada aos conhecimentos científicos que o fundamentam.

Exemplo 2

No projeto “Água e vida: por um planeta melhor”, Vencedor pelo Júri Popular da região Norte, em 2017, os alunos observaram o desperdício de água produzida pelos aparelhos de ar condicionado. Então, desenvolveram um sistema para captação e reaproveitamento da água gerada pelos 26 aparelhos que a escola possui. Hoje, essa água é redirecionada para a utilização em diferentes atividades da escola, propiciando uma economia significativa no consumo desse recurso.

A proposta se destaca por sua viabilidade, tanto em sua prática educativa quanto no projeto, é facilmente aplicável em outros contextos, e pode ser replicada em todas as escolas que utilizem diariamente os aparelhos de ar condicionado.

Quer saber mais?

Para saber mais sobre os projetos assista aos vídeos

A reutilização do pó da madeira em forro acústico em tetos de serrarias

Água e vida: por um planeta melhor

Consistência seta

Foco da análise

Projeto - deve apresentar coerência entre a identificação da situação problema, os objetivos, os procedimentos e os resultados esperados/alcançados.

Prática Educativa - deve ser descrita, de forma clara e coerente, e informar como subsidiou a realização do projeto pelos alunos.

Exemplo 1

No projeto “Sistema de filtragem e beneficiamento de águas cinzas para produção sustentável de alimentos”, Vencedor pelo Júri Popular no ano de 2016, os alunos observaram que um dos fatores limitantes para o uso da irrigação na comunidade é o pouco acesso à água para produção de alimentos. Como solução, o projeto se propõe a criar um sistema de filtragem de águas cinzas com bomba de sucção, tornando a qualidade da água adequada para o cultivo de vegetais da irrigação por gotejamento. Com a aplicação dessa tecnologia, a escola consegue reaproveitar aproximadamente 1.300 litros de água por dia!

Essa proposta pode ser considerada consistente porque apresenta coerência entre os objetivos, a fundamentação teórica, os procedimentos e resultados alcançados, com importante potencial de contribuir com a sustentabilidade da comunidade e a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Exemplo 2

No projeto “DesPóluir”, Vencedor Nacional em 2017, os alunos identificaram um grave problema vivenciado pela comunidade do entorno de um polo siderúrgico. A atividade de extração de minério de ferro produz uma série de impactos ambientais, e entre eles, a poluição do ar. A população lida diariamente com o material particulado, o pó preto, que se dispersa por toda a cidade durante seu transporte, constituindo-se dessa forma um problema ambiental e de saúde pública significativo. A partir da situação-problema observada, os alunos se organizaram para desenvolver supressores de poeira a base de polímeros sustentáveis que, ao serem aplicados no minério durante o transporte, possam reduzir a emissão de material particulado causado pela indústria siderúrgica.

Nesta proposta há coerência em todas as etapas propostas e realizadas pelo Projeto e na Prática Educativa. Essa proposta pode ser considerada consistente porque apresenta integração entre os objetivos, a fundamentação teórica, os procedimentos e resultados alcançados, com importante potencial de contribuir com a melhoria das condições do ar e da qualidade de vida das pessoas.

Quer saber mais?

Para saber mais sobre os projetos assista aos vídeos

Sistema de filtragem e beneficiamento de águas cinzas para produção sustentável de alimentos

DesPóluir

Criatividade e Inovação seta

Foco da análise

Projeto - deve apresentar criatividade e/ou inovação em sua proposta, seus procedimentos e/ou resultados, considerando o contexto em que está sendo realizado, ou seja, tanto em relação ao grupo de alunos e à escola, como em relação à comunidade.

Prática Educativa - deve procurar instigar, reconhecer e valorizar a curiosidade, a criatividade e a proposição de novas ideias pelos alunos, visto que o processo de realização de um projeto investigativo deve ser substancialmente um processo criativo.

Exemplo 1

Reciclagem e acessibilidade, que bela mistura! No projeto “EQUILÍBRIO - para uma inclusão sustentável e um meio ambiente melhor”, Grande Vencedor de 2014, os alunos identificaram que o acúmulo de lixo eletrônico sem descarte adequado e a dificuldade de locomoção de pessoas com deficiência visual e física eram problemas que precisavam de uma solução urgente.

Fundamentado nas Ciências e na Matemática a ideia virou uma solução criativa e inovadora, tanto no projeto quanto na prática educativa, com potencial de beneficiar as pessoas com deficiência visual e contribuir com a transformação de lixo eletrônico em tecnologia em prol da melhoria da qualidade de vida das pessoas.

Exemplo 2

No projeto “CONSUSTIME: ferramenta interativa na gestão eficiente do uso da água”, Vencedor Nacional e Vencedor pelo Júri popular, no ano de 2017, os alunos identificaram que apesar de existir uma preocupação com a disponibilidade de água potável, há uma cultura de desperdício desse recurso por grande parte da população, além da falta de eficiência em seu uso. Como forma de contribuir para a melhoria da situação-problema identificada, os alunos assumiram o desafio de praticar a educação ambiental e melhoria da gestão dos recursos hídricos de forma atrativa, interativa, dinâmica e integrada às redes sociais. Assim, os alunos criaram um “chuveiro inteligente” conectado ao celular via bluetooth com o objetivo de monitorar o consumo/volume de água utilizado e um timer que determina o tempo máximo de banho.

Esta proposta é considerada criativa e inovadora, tanto na prática educativa quanto no projeto, pois contribui com o uso eficiente dos recursos hídricos de maneira criativa e inovadora por meio de recursos tecnológicos criados e adaptados pelos alunos.

Quer saber mais?

Para saber mais sobre os projetos assista aos vídeos

EQUILÍBRIO - para uma inclusão sustentável e um meio ambiente melhor”

CONSUSTIME: ferramenta interativa na gestão eficiente do uso da água

Iniciativa
Samsung
Coordenação Geral
Cenpec
Apoio
REPRESENTAÇÃO DA UNESCO NO BRASIL
 
reduca
 
consed
 
OEI
Certificado de Autorização CAIXA nº 3-5304/2018.