Início dos atalhos. Fim dos atalhos.
Início do topo.
Fim do topo.
 
Ceará e São Paulo vencem a 6ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã

Ceará e São Paulo vencem a 6ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã

José Alves, Suzana Camargo
18/11/2019
Compartilhar:

Duas propostas vencedoras nacionais são de escolas localizadas na cidade cearense de Cascavel; a terceira é de Franca, no interior do estado de São Paulo


Os vencedores da 6ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã, escolhidos pela banca julgadora da premiação e pelo Júri Popular, foram divulgados no dia 30/09. As três equipes vencedoras nacionais são as das escolas EEMTI Marconi Coelho Reis e EEM Ronaldo Caminha Barbosa, ambas de Cascavel (CE); e a EEEE Angelo Scarabucci, de Franca (SP).

Já as três eleitas pelo Júri Popular são a IEE Guilherme Clemente Koehler, de Ijuí (RS), com 8.576 votos; Fundação Amazonas Sustentável, de Manacapuru (AM), com 7.678 votos; e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA), campus Belém, com 7.561 votos. A eleição on-line para esta categoria aconteceu pelo site do Prêmio, entre os dias 23/09 e 29/09: ao todo foram enviados 43.298 votos para as 10 escolas finalistas desta 6ª edição.

Com coordenação técnica do CENPEC Educação, o Prêmio Respostas para o Amanhã é uma iniciativa global da área de Cidadania Corporativa da Samsung, que tem como premissa promover a educação para as futuras gerações. O Prêmio estimula e apoia projetos de investigação e experimentação científica e/ou tecnológica desenvolvidos por alunos do Ensino Médio de escolas públicas, com orientação de professores, que objetivem solucionar problemas reais nos territórios onde vivem os participantes.

Os projetos campeões nacionais foram escolhidos por uma comissão julgadora formada por: Samsung; CENPEC Educação; Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC); Ministério da Educação (MEC); Organização de Estados Ibero-americanos (OEI); Universidade de São Paulo (USP); e Movimento Todos pela Educação.

Isabel Costa, gerente de Cidadania Corporativa da Samsung Brasil, destaca o fato de o Prêmio ter atraído inscrições de várias partes do País e a importância das propostas ganhadoras: "os três vencedores nacionais apresentaram soluções que ajudam no desenvolvimento das comunidades onde vivem, promovendo soluções realmente inovadoras em benefício da população. Alunos e professores estão de parabéns.”

Para Mônica Gardelli Franco, diretora-executiva do CENPEC Educação, os projetos chamam a atenção pela qualidade técnica e diversidade de problemas que buscam endereçar: "meus parabéns a todos os estudantes e professores das equipes premiadas. Estamos certos de que as iniciativas de vocês servirão de inspiração para todo o País”, comenta.

Mônica Gardelli complementa: "neste momento em que o Ensino Médio brasileiro precisa se repensar, essas escolas públicas mostram um caminho possível para integrar os conhecimentos curriculares com uma formação ética e cidadã, que promove o diálogo entre a escola e o seu entorno."

Além das escolas destacadas nas categorias "Vencedores Nacionais" e "Júri Popular", o projeto da Escola Estadual Professora Maria das Dores Brasil, de Boa Vista (RR), recebeu menção honrosa. Os alunos trabalharam no combate às larvas dos mosquitos Aedes aegypti e Culex quinquefasciatus.



Conheça os detalhes sobre os projetos:


Vencedores Nacionais

Eleitos pela comissão julgadora

1º lugar: EEMTI Marconi Coelho Reis – Cascavel (CE)

Desenvolvimento de biofilme a partir da Psidium guajava para aplicações diversas

Uma matriz polimérica biodegradável a partir das folhas de goiabeira foi desenvolvida pelos estudantes. O produto é utilizado nas aplicações em curativos para queimados ou em pessoas portadoras de lesões cutâneas.

Profª. orientadora: Heloína Lopes Capistrano
Equipe da turma: 3º ano integral D

Premiação: cada estudante da equipe vencedora recebe um smartphone Samsung. A professora orientadora e cinco estudantes representantes também são contemplados com uma viagem a São Paulo, em outubro de 2019, para participação da etapa regional do Prêmio Respostas para o Amanhã – América Latina.

  

2º lugar: EEM Ronaldo Caminha Barbosa – Cascavel (CE)

AGRI+: Combatendo a escassez de água e melhorando a agricultura com polímeros sustentáveis

Estudantes criaram um biopolímero a partir de resíduos agroindustriais. Ele propicia a retenção de água a fim de viabilizar o melhoramento agrícola em solos semiáridos e salinos, próprios da região.

Prof.ª orientadora: Jôseline Maria Sousa Nascimento
Profs. parceiros: Celiane Silva de Carvalho e Juciano Teixeira de Freitas
Equipe da turma: 3º ano C

Premiação: cada integrante do grupo recebe um notebook Samsung.

3º lugar: EE Angelo Scarabucci – Franca (SP)

Proteção dos pés para a cabeça: reutilização de resíduos produzidos na indústria calçadista na produção de um capacete sustentável para ciclistas

Estudantes criaram um capacete sustentável para ciclistas, com resíduos gerados pelo setor calçadista. De design atrativo e a custo quase zero, o produto beneficia os trabalhadores do setor calçadista de Franca que utilizam a bicicleta como meio de transporte.

Prof. orientador: Henrique Pereira
Prof. parceiro: Paulo Roberto da Costa Lemos
Equipe da turma: 2º ano A

Premiação: cada estudante responsável pelo projeto recebe um tablet Samsung.

 


Vencedores pelo Júri Popular

Três projetos eleitos por votação on-line (entre 23/09 e 29/09)

Total de votos para os 10 projetos finalistas: 43.298

Premiação: os três projetos mais votados recebem um troféu de reconhecimento.

• IEE Guilherme Clemente Koehler - Ijuí (RS)

Fabricação de pavimentos intertravados utilizando resíduos da reciclagem de postes de concreto em substituição parcial do agregado miúdo (areia)

Votos recebidos: 8.576

A preocupação ambiental dos estudantes em relação à geração de resíduos de construção e demolição, além do seu descarte inadequado nos centros urbanos, os motivaram a elaborar um piso intertravado de concreto aproveitando esses resíduos.

Prof. orientador: Luís César da Cruz de Souza
Equipe da turma: 3º ano – turma 321


• EE Nossa Senhora de Nazaré - Manacapuru (AM)

Transformação das escamas de peixe em fibras algodonosas com aplicabilidades nas áreas da saúde e industrial, com sustentabilidade

Votos recebidos: 7.678

Estudantes observaram a pouca reutilização das escamas dos peixes e o descarte inadequado desse material. A proposta é transformar as escamas em bandagens de curativos para pacientes com diabetes e em filtros orgânicos para os cigarros.

Prof. orientador: Galileu da Silva Pires
Profs. parceiros: Hermison Brandão da Costa e Rosa Maria Vasques de Lima
Equipe da turma: 1º ano - turma 02


• IFPA Campus Belém - Belém (PA)

Construção de banco de filtração de água de rio em 3 estágios fabricado em cerâmica extrativada e carvão ativado oriundo de caroço de açaí

Votos recebidos: 7.561 

Estudantes identificaram carência de água potável em ilhas próximas a Belém. Desenvolveram um banco de filtração de água de rio com recursos naturais abundantes na região. Os índices de potabilidade são comparáveis aos do Ministério da Saúde.

Profª. orientadora: Elza Monteiro Leão Filha
Prof. parceiro: Thompson Reis da Silva
Equipe da turma: I208 4TL 

Comentários

Comentários