Fim dos atalhos.
Início do topo.
Fim do topo.
 
Protótipos: por onde começar? Infográfico traz ferramentas e exemplos práticos

Protótipos: por onde começar? Infográfico traz ferramentas e exemplos práticos

Flávia Siqueira
07/07/2021
Compartilhar:

Uma etapa fundamental para transformar uma boa ideia em realidade é a criação de protótipos. Mas por onde começar? Com o objetivo de ajudar docentes e estudantes nos projetos elaborados para a 8ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã – iniciativa brasileira do Solve For Tomorrow, programa global da Samsung –, a equipe responsável pela premiação disponibilizou um infográfico que reúne ferramentas digitais e dicas práticas de prototipagem. 

O material pode ser acessado pelos professores e professoras inscritos na 8ª edição. O conteúdo está disponível no sistema do Prêmio (após efetuar login), na área "Meus projetos". Lá, os docentes encontram, ainda, um link para assistir à íntegra do webinar exclusivo Prototipagem para o desenvolvimento de projetos, ministrado pelo músico, artista visual e educador Fabrício Masutti – responsável também pela curadoria dos recursos apresentados no infográfico.

Organização do infográfico

O novo recurso está dividido em três áreas de navegação:

1. O que é prototipagem, que traz a definição e um aprofundamento do conceito.

2. Por onde começar, que se divide em três seções:

- Palavras-Chave: glossário que ajudará professores(as) e estudantes a entender melhor o mundo da prototipagem e realizar buscas na internet.

- Ferramentas: banco de utilidades e recursos que podem ser aplicados em diferentes fases do projeto.

- Inspire-se: lista de referências para conhecer aplicações práticas das ferramentas apresentadas e iniciativas voltadas à prototipagem, à investigação científica e ao faça-você-mesmo.

3. Conheça nosso banco de práticas, com link para a seção de práticas educativas realizadas por docentes finalistas das edições anteriores do Prêmio Respostas para o Amanhã.

O que é prototipagem?

De modo geral, prototipagem é tirar as ideias de dentro da cabeça e colocá-las “no mundo”. Um protótipo, de acordo com a definição apresentada no infográfico, “pode ser qualquer coisa que tome uma forma física” (uma parede de post-its ou um objeto, por exemplo) ou, ainda, digital (como versões teste de aplicativos). Conforme o projeto caminha, os protótipos costumam passar de versões “rústicas” para produtos mais bem apurados.

Juliana Gonçalves (foto), técnica de projetos do CENPEC Educação – instituição que coordena o Prêmio Respostas para o Amanhã –, ressalta que a prototipagem “dá materialidade às ideias criativas, e a criatividade é um componente fundamental do trabalho por projetos”. Prototipar, ela conclui, é estabelecer relação entre a imaginação e a realidade. 

"Essa é uma etapa importante na jornada de experimentação de soluções – e vale lembrar que encontrar soluções é justamente o desafio proposto pelo programa Solve For Tomorrow a alunos e professores da rede pública do Brasil. O infográfico e outras ações formativas do Prêmio abordam a prototipagem em suas diferentes dimensões: como fazer, quais os níveis de fidelidade do protótipo, quais ferramentas podem apoiar essa prática, entre outros aspectos", afirma Isabel Costa, Gerente de Cidadania Corporativa da Samsung Brasil.

Curadoria e itinerários de exploração

Fabrício Masutti (foto) explica que a seleção de ferramentas para o infográfico partiu de experiências com mediação de projetos, em que as diferentes áreas do conhecimento estão frequentemente integradas. “Os principais critérios de escolha desses recursos foram a acessibilidade, com foco em ferramentas gratuitas ou de código aberto, e a usabilidade. Levamos em conta o momento delicado pelo qual estamos passando, em que muitas vezes fica impossível ter acesso a um laboratório ou fablab." 

Para quem está explorando o infográfico pela primeira vez, Fabrício sugere que a área Por onde começar seja consultada da esquerda para a direita (Palavras-Chave, em seguida Ferramentas e, depois, Inspire-se). As seções, no entanto, são independentes e podem ser exploradas de acordo com a necessidade. 

“É provável que o infográfico seja acessado mais de uma vez conforme o projeto vai caminhando”, aponta o educador. O itinerário, por vezes, pode incluir diversas visitas às seções Ferramentas e Inspire-se, que dialogam e se complementam. Fabrício explica que esse processo é recursivo – ou seja, “o conhecimento de uma nova ferramenta pode trazer novas ideias e novos rumos ao projeto, criando novas necessidades”.

Também é importante ter em mente que as áreas de conhecimento podem se integrar. Fabrício dá alguns exemplos: “um projeto de eletrônica provavelmente precisará de uma ferramenta audiovisual para sua documentação. Um projeto de investigação científica poderá se valer da programação para automatizar a tomada de dados. Já a criação de um aplicativo costuma integrar programação e design”. 

Para docentes e estudantes que se perguntam sobre como explorar esses recursos em grupo, o educador tem uma sugestão: “recomendo que tanto professores como alunos explorem as ferramentas separadamente e depois conversem sobre aquelas que chamaram mais a atenção e que parecem mais úteis para o andamento do projeto e a construção do protótipo”.

Inscrições no Prêmio Respostas para o Amanhã

Juliana Gonçalves destaca que, para as equipes que estão inscrevendo seus projetos na 8ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã, explorar o infográfico e as ferramentas nele apresentadas é uma ótima oportunidade para aprimorar a ideia do protótipo. Os membros das equipes que avançarem para a fase de semifinalistas, aliás, poderão participar de mais um webinar sobre prototipagem, além de ter sessões de mentoria com especialistas.

As inscrições para a 8ª edição do Prêmio Respostas para o Amanhã estão abertas até 19 de julho de 2021. Veja aqui as etapas da premiação. Para conhecer os prêmios que serão distribuídos neste ano, é só acessar esta página.

Não deixe de explorar outros conteúdos formativos do Prêmio, como o Guia Prático - Inovações no Ensino de Ciências e diversos outros materiais, voltados para professores(as) e estudantes.

TAGS: Formação Metodologia de Projetos Inovação

Comentários

Comentários